Dia 27 de março é o dia mundial do circo, umas das modalidades tão queridas da Academia Galpão, e
nós não poderíamos deixar de comemorar.

É difícil conhecer alguém do bairro que não tenha passado pela esquina da rua Serra de
Botucatu ao menos uma vez para ficar olhando pelos vidros os alunos na aula, subindo e
descendo do tecido ou girando na lira circense com uma pose que parecia hiper difícil de
fazer.

O esporte recebe pessoas de todas as idades, com força ou não, elasticidade ou não, e/ou
agilidade ou não. Acredite, todos são capazes de fazer parte disso. É só uma questão de
treino e força de vontade.

“O circo transformou a minha vida”

Tanto para assistir e se divertir, como para praticar, o circo está disponível para qualquer
um que queira se encantar com espetáculo, luz, palhaço, mágica e amor. Desde uma
criança até um adulto.

Alguns iniciam sua carreira pelo malabarismo, outros pelas acrobacias, como um dos
nossos professores, Bruno Sipoli, que, por conta dos movimentos da capoeira, foi
convidado por uma professora do Galpão para passar um dia treinando na Cia do Circo.

Conclusão: foi convidado a fazer parte da Cia e nunca mais parou. Há 10 anos trabalha com
o circo. Fez parte de diversos espetáculos, eventos e se tornou professor no Galpão. “O
circo transformou minha vida”, diz Bruno.

Benefícios do circo

O circo pode melhorar a noção espacial, o alongamento, a flexibilidade, a força, o
equilíbrio, a agilidade, a coordenação motora​, entre diversas outras características.

Mas além de tudo, o circo é capaz de formar famílias que se ajudam, como refletem os
professores: “É muito mais que uma modalidade, nós nos tornamos uma família com os
alunos.”.

No Galpão todos são artistas. Essa é a verdade! Muitas pessoas já passaram pelas aulas
com o Vitor e o Bruno e chegaram a patamares que nos orgulhamos imensamente: o Cirque
Du Soleil, por exemplo, é um deles. Já fomos representados no maior circo do mundo.

Fábula para se tornar circense

À título de curiosidade, há uma fábula que diz que uma pessoa só pode se considerar
circense quando beber a água da chuva que escorre pela lona. “Pode acreditar eu esperei
chover”, comenta Bruno Sipoli.

Não espere mais nada para começar sua aula conosco. Confira a nossa grade de horários
clicando aqui e venha conhecer essa modalidade que encanta!

#VemproGalpao